INSTITUTO DAS IRMÃS NOSSA SENHORA DE FÁTIMA - RUA DR PEREIRA BARRETO, 233, ABERNÉSSIA, CAMPOS DO JORDÃO/SP - CEP 12460-000

JUBILEU DE OURO DE IRMÃ IRDES TEREZINHA BUFFON

IRMÃ IRDES EXPRESSA SUA ALEGRIA E GRATIDÃO

AO CELEBRAR 50 ANOS DE VIDA RELIGIOSA CONSAGRADA.

Meu desejo de ser Religiosa surgiu desde criança, mas foi em minha juventude que soube (por meio do jornal Correio Rio-grandense) que Frei Orestes Girardi, OFM estava iniciando uma Congregação de Irmãs Franciscanas em Campos do Jordão/SP. Imediatamente, sem o conhecimento de meus pais enviei uma carta demonstrando meu interesse de ser Religiosa. Naquele mesmo ano de 1967 recebi  um  telegrama  com  a  resposta de que eu 

seria aceita na Congregação e, então, Irmã Maristela foi me buscar, cheguei aqui no dia da Páscoa. Sabemos que a Páscoa é uma importante experiência de renovação, nos traz a esperança de uma vida nova, assim me aconteceu! Ao ser acolhida em minha nova casa, me senti muito bem, fui apresentada às outras aspirantes que estavam começando a Congregação com Frei Orestes, fui convida a cantar para as crianças a música “De ti tão distante”. Desde que pisei em terra jordanense e conheci a vida e missão que os Fundadores dedicavam aos pobres, dizia a mim mesma: nossa! vim parar no lugar certo. Naqueles primeiros anos, recebi boa formação, com Frei Orestes , com a Irmã Maristela e com Frei Lúcio, OFM. Antes da Congregação se tornar Pia União, realizei um Retiro e tive a graça de fazer os Votos Religiosos.

No começo da minha caminhada fui designada para o trabalho na malharia: tecer os uniformes das crianças e ensinar as meninas na tecelagem de malhas.  Participei da Fundação da Fanfarra da Sociedade de Educação e Assistência – SEA Frei Orestes. Por cerca de 25 anos estive à frente do serviço e orientação com os adolescentes na Tipografia. Neste setor tive um grave acidente com a máquina, a navalha me levou três dedos da mão direita, mas não perdi o sonho e a alegria da música.  Há anos cantava com as crianças na missa dos domingos e havia aprendido tocar piano. Diante da nova situação, sem os dedos,  tive   que  me  reinventar: 

aprendi a tocar violão com a mão esquerda, estudei música clássica por 7 anos e atualmente desenvolvo atividades musicais com as crianças.Tive a oportunidade de conviver longos e bons anos com Frei Orestes e com a Irmã Maristela, os acompanhei em muitas viagens, estive com Frei Orestes em contato com benfeitores, recolhimento de doações, pescarias. Acompanhei a Irmã Maristela na ocasião que viajou para sua terra em virtude do falecimento de seu pai.  Em todos os momentos, especialmente diante dos desafios e das dificuldades mantive a convicção: ei de vencer. Ao Celebrar 50 anos de Vida Religiosa Consagrada, meu Jubileu de Ouro, reafirmo meu compromisso com o Seguimento de Jesus Cristo e como manifestei na lembrança de meus Votos Perpétuos, continuo acreditando: “Só Deus me basta”.