INSTITUTO DAS IRMÃS NOSSA SENHORA DE FÁTIMA - RUA DR PEREIRA BARRETO, 233, ABERNÉSSIA, CAMPOS DO JORDÃO/SP - CEP 12460-000

JUVENTUDE A VIDA ESTÁ EM SUAS MÃOS:

 NA TRAVESSIA DO HOJE,

CONSTROEM-SE OS ALICERCES DO AMANHÃ.

NOSSAS PINCELADAS PARA QUE A VIDA TENHA UM BELO COLORIDO

Aprendemos muito com Jesus, nosso Mestre sensível, justo e amoroso que não se deixa levar pelas aparências, foca no essencial, não condena, reconhece e valoriza o melhor do ser humano. Nos motiva ao caminho do bem, promove nossa evolução humana e espiritual. Com o cego Bartimeu: “Filho de Davi tem piedade de mim”! [...] “O que você quer que eu faça por você”? [...] “Mestre que eu veja de novo” (cf. Mc, 10 46-52).  

Jesus dá espaço, prefere que a pessoa manifeste sua necessidade, queira mudar. Com Natanael um jovem inquieto e questionador, Jesus exclama: “Eis aí um israelita verdadeiro, sem falsidade” (cf. Jo 1, 43-51). E Natanael reconheceu que Jesus é o Filho de Deus. Com a mulher prestes a ser apedrejada: “Ninguém condenou você?” [...] Ninguém Senhor. [...] “Eu também não a condeno” (cf. Jo 8, 1-11). Considerando o diálogo de Jesus com Zaqueu (cf. Lc 19, 1 -10), percebemos que olhando para Zaqueu - com atitude acolhedora - Cristo o encoraja. A aproximação de Cristo motivou Zaqueu a querer mudar de vida, a assumir sua estatura, sua pequenez... a afirmação do Senhor de  que queria ir à casa de Zaqueu teve o significado:  “ quero estar na sua vida”.  

Uma pessoa motivada encontra forças e razões para levar avante o que está fazendo, o que a vida lhe apresenta. Dispõe de melhores condições para ter e realizar seus sonhos. Não se deixa abater por obstáculos, sendo capaz de encarar os desafios como um treino para a conquista de seus objetivos e a superação dos inevitáveis contratempos que aparecem.

Para uma pessoa cultivar e fortalecer suas motivações, sua alegria de viver, é preciso trabalhar sua autoestima, tornar-se confiante e livre. Envolve um bom conhecimento de si; aceitar e valorizar sua história pessoal e familiar. Refletir os acontecimentos ocorridos, discernir o que foi bom, que lhe faz bem ter vivo na lembrança; inspira novas experiências e ajuda a assumir o dia a dia - percorrer sua jornada rumo ao horizonte, ao amanhã. Mas também ter a coragem e a serenidade de “olhar” e sentir aquelas situações mais dolorosas, que até podem 

gerar tristeza, vergonha, medo, talvez saudade. É só compreendendo o que foi vivido que podemos virar a página e nos sentir mais preparados para desenhar novas paisagens, escrever outras histórias, continuar vivendo.  A cada momento, podemos ampliar acrescentar algo à nossa Identidade. Não devemos nos conformar com o que nos foi dado geneticamente e no convívio.  Até ao último instante de nossa existência somos aprendizes. Ao responder ao principal questionamento do ser humano: QUEM SOU EU? É interessante deixar uma vírgula ou dois pontos. Pois, seria empobrecedor nos encaixar numa única afirmação. Por outro lado, é de vital importância termos clareza de nossas principais características, do modo particular que nos relacionamos e lidamos com os sentimentos, emoções e desafios. Isso nos ajuda a levar a vida, em vez, de deixar a vida nos levar. Porém cientes de que com a vida e com nós mesmos, sempre nos surpreendemos. Não temos tudo definido e controlado ao nosso gosto. Feliz dos jovens que são abertos, sensíveis e solidários – o amor há de fluir, a alegria florescer e os sonhos hão de frutificar.

 

Sugestão de vídeo motivacional: Acredite em você: desafie-se.

https://www.youtube.com/watch?v=l78d-yrBygM