INSTITUTO DAS IRMÃS NOSSA SENHORA DE FÁTIMA - RUA DR PEREIRA BARRETO, 233, ABERNÉSSIA, CAMPOS DO JORDÃO/SP - CEP 12460-000

FREI ORESTES E SEU PROFETISMO...

FREI ORESTES GIRARDI: IRMÃO, AMIGO INSPIRADO E INSPIRADOR.

O dom de fazer o bem e tornar a própria vida um bem para os outros, Deus semeou no coração de Frei Orestes desde pequeno.   Seu nome de Batismo era Antônio Fernandes Girardi. Antônio tinha os pés disformes, pois era portador de uma deficiência física de nascimento, aos 20 anos apresentou também um sério problema de corcunda.  Ainda menino (aos 10 anos) manifestou seu desejo de ser Padre, não foi aceito devido à sua deficiência física. Quando um Frade disse-lhe que talvez ele pudesse ser irmão na Ordem dos Frades Menores, sabiamente logo se dispôs a abraçar essa possibilidade que se descortinava em sua vida. Com o anseio de dedicar-se ao serviço do Reino de Deus, aos15 anos, no dia 10 de setembro de 1936, em Rodeio/SC, o jovem Antônio entrou na Ordem dos Frades Menores. Ao tornar-se religioso recebeu o nome de Frei Orestes Girardi.

Por onde os desígnios de Deus o levaram (residiu em Rodeio/SC, Canoinhas/SC e Campos do Jordão/SP), Frei Orestes abriu inúmeras portas e janelas de esperança, alegria e vida melhor para as pessoas que Deus colocou em seu caminho.

 Frei Orestes superou muitos obstáculos, nada o deteve, seguiu firme e feliz em seu ideal. Dois meses após sua entrada para a Ordem recebeu o hábito Franciscano, tornando-se Frei Orestes. Passou em várias Fraternidades da Ordem dos Frades Menores, na Região Sul do Brasil, servindo como alfaiate, hortelão, porteiro, sacristão, enfermeiro, auxiliar de dentista. Sua chegada a Campos do Jordão/SP, onde a Província Imaculada Conceição tinha uma Fraternidade, deu-se no ano de 1955. Foi designado a auxiliar o Vigário no término da Igreja Matriz Santa Teresinha do Menino Jesus, exerceu o serviço de porteiro do Convento e de Sacristão. A partir dessa missão “Frei Orestes haveria de descobrir, aos poucos, a sua verdadeira vocação”.

Seu espírito vivaz, acolhedor, humilde, simples e solidário o conduziu para o meio dos preferidos do Senhor: os pobres e as crianças. Vendo a realidade de abandono em que viviam crianças e adolescentes, logo pensou: “É preciso fazer alguma coisa”.  No ano 1959, com muita coragem e confiança, Frei Orestes pôs-se a trabalhar, primeiramente na sombra de uma árvore, depois no barracão e por fim nas instalações da Sociedade de

Educação e Assistência (SEA- Frei Orestes) desenvolveu o nobre serviço de abrigar, orientar e proteger as crianças, os adolescentes e os jovens. 

Em Campos do Jordão/SP, quando ninguém queria ver as crianças e adolescentes pobres, Frei Orestes ousou desfilar ao lado de crianças e jovens simples, com vestes pobres e descalças. Com esse seu gesto corajoso e profético, cativou seus primeiros e grandes benfeitores para a tão sonhada Sociedade  de  Educação e Assistência

SEA – Frei Orestes). Em sua vida e missão, Frei Orestes Girardi acolheu o apelo de Cristo: “Deixai vir a mim as crianças, pois delas é o Reino de Deus” (Mc 10,14), comprometendo-se a Amar, Acolher e Promover a Vida daqueles que estavam sobre seus cuidados.

Um significativo exemplo de seu profetismo foi o momento em que Frei Orestes recebeu uma denúncia, devido às condições precárias das instalações do barracão (onde iniciou seu trabalho educativo e social). Em vez de se abater, procurou o político autor da denuncia, o convidou para visitar os bairros pobres de Campos do Jordão-SP, para juntos ver a realidade gritante que as famílias padeciam: encontraram um bebê numa caixa de papelão, pouco agasalhado, sujo e aos prantos, passando fome e frio. Socorreram a referida criança e, assim Frei Orestes conquistou um novo parceiro para Fundação da SEA – Frei Orestes. Desde seus primórdios esta Entidade Social germinou em número e qualidade, sendo que em 1968, com a ajuda de Irmã Maristela Alves Cintra, Frei Orestes, foi agraciado com a Fundação de uma Congregação Religiosa própria: o Instituto das Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora de Fátima. Nós Irmãs fortalecidas pelo Evangelho cultivamos a Espiritualidade Franciscana e Mariana e buscamos dar continuidade ao sonho e compromisso dos Fundadores de amar e cuidar da vida, colocando-se do lado dos mais necessitados.